Do Windows ao GNU/Linux

Isto é o que os usuários diários costumam encontrar de melhor, praticamente o mesmo, ou não tão bons, quando se muda de Windows para GNU/Linux.

O que é melhor no GNU/Linux

É gratuito

Ao contrário do Windows, o GNU/Linux é um software livre – livre como em liberdade. Instale-o em todos os computadores e faça cópias para os seus amigos! Até pode estudá-lo, transformando-o como desejar, ou construindo-o e vendendo a sua própria distribuição.

Programas

Há uma grande variedade de aplicações gratuitas disponíveis, sem custo sob GNU/Linux. Para editar documentos profissionais, gravar CDs de música, retocar fotos, criar um site, ou organizar música, não há nenhuma necessidade por R$ 400,00 de software com licenças restritivas.

O instalador interno torna incrivelmente fácil de encontrar, instalar e remover programas.

É também seguro: você pode esquecer o software demo / trial retalhado, ou freeware prejudicial poluindo a web.

Sem brigas

Manter o seu computador em forma durante muito tempo não necessita de ser um esforço. E até poderá trazer o seu velho PC de volta à vida.

Além disso, o GNU/Linux permite que você escolha o que você quer ou não fazer. Se você teve dificuldade em se livrar do Internet Explorer, Windows Media Player, ou adwares e barras de ferramentas de navegadores web, você vai achá-lo refrescante.

Segurança

Esqueça caro e restritivo anti-vírus, anti-spyware, anti qualquer coisa e anti tudo. GNU/Linux é muito, muito seguro.

É muitas vezes difícil para os usuários do Windows acreditarem que não há nenhum spyware nem vírus no GNU/Linux — mas é verdade. Os programas maliciosos têm muita dificuldade para fazer qualquer coisa em um sistema de bem-construído.

Atualizações fáceis e regulares, de software ira manter todos totalmente seguros.

Apoio

Um dos benefícios do GNU/Linux parte de um grande conceito de comunidade, cuja simpatia vai surpreender você. Se você tentar fazer algo complicado, mas não conseguir, há um monte de pessoas ao redor para ajudá-lo. Nossa página “Mais” dá algumas indicações.

As empresas por trás das principais distribuições GNU/Linux, como Canonical e Red Hat, também oferecem suporte comercial especialista.

O que é praticamente igual no GNU/Linux

Fundamentalmente, os usuários do dia a dia irão achar o GNU/Linux semelhante em uso ao Windows ou MacOS.

Configuração geral

Se você ainda acredita GNU/Linux é controlada com código e de linha de comando, você deve atualizar a sua opinião!

Assim como o Windows, o GNU/Linux tem para iniciar quando você liga seu computador, e então você usa programas para fazer coisas diferentes. A barra de tarefas e layout das aplicações será familiar para usuários do Windows ou MacOS.

Navegação na web e tarefas comuns

A web parece da mesma forma quando acessada no GNU/Linux (na verdade você pode navegar na web com o mesmo programa, se você já utiliza o Firefox ou o Google Chrome). E, é claro, você pode acessar pela suas coleções de fotos e música da mesma forma. Arquivos e pastas são navegadas usando um gerenciador de arquivos como o Windows Explorer.

O que não é tão bom no GNU/Linux

Suporte de drivers

Fabricantes de hardware de computador nem sempre (ainda) liberam versões de drivers para GNU/Linux ou divulgam as especificações completas.

Assim, drives estão, às vezes indisponíveis para as mais recentes placas gráficas high-end - alguns são de engenharia reversa de drivers do Windows por voluntários. Alguns também são lançados gratuitamente, mas sob licenças restritivas.

Infelizmente, o mesmo problema ocorre com muitas placas WiFi de baixa capacidade.

No entanto, a grande maioria dos computadores com hardware padrão é reconhecido por padrão nas principais distribuições GNU/Linux. Hardware comum, como drives USB ou câmeras fotográficas nunca são um problema.

DVDs, formatos restritos

Muitos formatos de multimídia em uso são proprietários e não abertamente especificado, o que significa a grosso modo, que os programadores de GNU/Linux têm que descobrir como lê-las sem qualquer ajuda dos designers de formato.

Isso pode levá-lo a contornar as restrições em alguns DVDs e DRM em alguns arquivos de áudio, mesmo se você tenha adquirido os mesmos de uma forma totalmente legal, para que possam funcionar no GNU/Linux. Infelizmente, dependendo do lugar onde você vive, realizar tais processos pode ser ilegal mesmo se você tenha adquirido tais mídias de forma completamente legal.

Leia mais em nosso FAQ de GNU/Linux:

Jogos

Gamers hard-core, vocês podem achar que o mundo dos jogos no GNU/Linux é menos profissional e polido do que no Windows: as empresas de jogos grandes em desenvolvimento estão lentamente se interessando no mundo do software livre, o que significa que muitos títulos bem conhecidos não funcionam no GNU/Linux, ou há necessidade de emuladores especiais restritivos para que funcionem.

Há uma comunidade muito ativa de software livre que tem desenvolvido jogos,porém,poucos jogos de alta qualidade, tanto em 2D e 3D, de software livre. Você pode ir ao fórum de jogos do Ubuntu e encontrará mais informações. A com o lançamento da plataforma popular Steam para GNU/Linux, o número de jogos com suporte a GNU/Linux na Steam tem crescido rapidamente.

Leia mais em nosso FAQ de GNU/Linux:

Hibernação

Por causa dos problemas de driver acima, hibernação nem sempre é confiável. A ocorrência mais comum é a perda de conexão Wi-Fi após a hibernação em laptops cujos drivers de hardware não são livres.

Conclusão

Se você irá gostar do GNU/Linux depende principalmente do que você espera dele.

  • Se você espera que o GNU/Linux seja exatamente como o Windows, você provavelmente irá se decepcionar. GNU/Linux é construído por pessoas que simplesmente desejam que ele seja diferente. Na comunidade de software livre, os membros têm visões diferentes sobre o que torna um sistema operacional ideal. Essas diferenças levam a variedade, que é o que torna o Linux tão especial e interessante.
  • Sua liberdade importa. Milhares de comunidades e empresas trabalham para construir software no qual você possa exercer essa liberdade. Usando GNU / Linux é a maneira mais fácil de fazê-lo totalmente.
  • É divertido! Não ter que se preocupar com spywares, vírus, registros de programas, demos que expiram, ou encontrando software que é realmente livre como em liberdade, torna o uso de um computador de repente muito agradável.

Esperamos que você mude em breve. Há uma grande comunidade que o espera, e não há ninguém nela pedindo para você “se inscrever, comprar e registrar”