E sobre a escolha?

Microsoft trabalha duro para ter certeza que seus usuários estão presos em seus produtos.

Cerca de 3 milhões de computadores são vendidos todos os anos na China, mas as pessoas não pagam pelo software.

Algum dia eles vão. Se eles vão roubar [sic], nós queremos que roube de nós. Eles vão meio que ficar viciados, e então nós descobrir. em algum momento, como coletar na próxima década.

Bill Gates, Entrevista de 1998

Suporte de má qualidade para padrões abertos

Há formatos abertos de arquivos e protocolos, os quais são padrões para armazenar e carregar vários tipos de informação, respectivamente. Eles são especificados abertamente: podem ser lidos por qualquer um em qualquer computador, agora e no futuro. Programas proprietários, porém, raramente possuem suporte a eles.

Por um bom tempo, Microsoft Office possuía suporte a somente os formatos da Microsoft. Há muitas formas de escrever documentos profissionais, mas os usuários do Microsoft Office só obrigados a usar os arquivos do Microsoft Office. Pessoas que decidiram não usar os produtos caros da Microsoft não conseguem escrever e ler arquivos .doc de forma muito confiável.

É claro que há outras formas que escrever e compartilhar arquivos de escritório, sendo mais conhecido o OpenDocument Format. Mas a Microsoft não está muito interessada em deixar que usuários do Office compartilhem arquivos que qualquer pessoa possa ler e editar. A partir do Microsoft Office 2007 SP2, a Microsoft finalmente adicionou suporte ao formato ODF depois de ter sido publicado pela Comissão Europeia.

Padrões que mudam a todo momento

Seguir os padrões da Microsoft não é um trabalho fácil – a não ser que você possa atualizar com frequência. Já tentou trabalhar no mesmo arquivo .doc em um computador com ambos Office 95 e Office 97? Você saberá o que estamos falando.

Microsoft manda nos formatos de arquivo do Office: eles podem alterá-los a cada nova versão do Office e têm nenhuma obrigação em manter compatibilidade com versões anteriores. Salvou suas apresentação em um arquivo ppt? Se você desistir de isar Microsoft Office no ano seguinte, você ficará dependente de outras comunidades para fazer engenharia reversa no formato, para ser capaz de acessar e modificar seu próprio trabalho.

Programas padrões que você não pode desinstalar

Não quer o Windows Media Player no seu computador? Não quer mais usar o Internet Explorer? Você não pode desinstalar esses programas. Eles antigamente funcionavam de forma autônoma, mas foram vinculados intrinsecamente ao Windows – então eles vêm em todo PC e ninguém se importa em se livrar deles.

Práticas monopolistas

Microsoft tem um controle apertado sobre OEMs (fabricantes de computadores), os quais disponibilizam seus computadores com Windows instalado.
Isso significa que nenhum programa competindo com produtos da Microsoft, seja ele um reprodutor de multimídia, navegador web, suíte de escritório, programa de mensagens instantânea ou outro, virá pré-instalado na maioria dos computadores que você pode comprar.

É algo bom se propor um software e serviços de alcance global como a Microsoft faz; porém, projetar e combiná-los para isolar usuários de sistemas não-Microsoft é antiético. Não é tecnicamente difícil adotar formatos mais abertos, mas isso significaria os consumidores serem livres para escolher o que quiserem para fazer seu trabalho – Microsoft não chegou lá ainda.